Nossa História

História SICOOB Saromcredi


O SICOOB Saromcredi (Cooperativa de Crédito de Livre Admissão de São Roque de Minas Ltda.) nasceu da vontade da pequena comunidade de São Roque de Minas (localizada na região da Serra da Canastra) em mudar uma história de decadência em função do fechamento de agentes financeiros, tendo sido a Minas Caixa (1991) o último.


Após ouvir de bancos que a cidade não era uma praça bancária e mergulhada em um mar de dificuldades em função da ausência de infraestrutura adequada (acesso rodoviário, meios de locomoção, tecnologia, etc.), a comunidade se propôs a reagir e ao invés de mudar de cidade, resolveu mudar a cidade.


Foi então que um grupo de 22 produtores rurais, com o apoio da Prefeitura Municipal e comerciantes locais, depois de buscar soluções em diversos lugares e conversar com muitas pessoas, conseguiram fundar uma Cooperativa de Crédito que, em 28 de Outubro de 1991, abriu suas portas e nunca mais parou de atender.


Como os recursos eram escassos, as atividades foram iniciadas em um cômodo de 24 m², cedidos pela Prefeitura Municipal. O mobiliário era emprestado e, os funcionários, todos com pouca experiência. Entretanto, o sucesso da Cooperativa foi tão grande que, com apenas um ano de funcionamento, boa parte da movimentação financeira do município já estava de volta.


Uma das iniciativas da Cooperativa, logo no começo, foi o estabelecimento de parceria com o Banco do Brasil, através da Agência de Piumhi, que possibilitou o pagamento dos vencimentos dos aposentados e pensionistas do INSS; estes que até então tinham de se deslocar mais de 120 km para receber seus benefícios. Esta ação resultou em um impacto positivo, pois aqueles aposentados que viajam para receber em outra cidade, uma vez lá estando, aproveitavam para fazer suas compras em farmácia, supermercado e vestuário. Era parte da poupança interna de São Roque de Minas que saía para não mais voltar, comprometendo a circulação financeira local e o desenvolvimento econômico do município.


Em 1994, com o advento do Plano Real e a queda da inflação, a Cooperativa de Crédito deu início aos projetos de investimento no setor de agricultura e pecuária para gerar produção, emprego, renda e, consequentemente, maior fluxo financeiro dentro da Cooperativa.


Nessa época, a cultura do milho era uma atividade de subsistência no município, Porém, com luta e determinação, a história foi revertida. Por meio de investimentos feitos já em 1995, o município tornou-se grande produtor de milho.  


A cafeicultura também era pouco expressiva na região, com aproximadamente 350 mil pés. Tendo em vista este cenário, em meados dos anos 90, a Cooperativa de Crédito começou a produzir, distribuir e financiar a produção e o plantio de mudas de café. Devido ao sucesso no empreendimento, existe hoje um parque cafeeiro com mais de 24 milhões de pés de café no município de São Roque de Minas. Outro caso de sucesso teve início em 1996, quando a Cooperativa de Crédito, demandada pelos associados e comunidade, passou a investir no setor de desenvolvimento econômico-social, surgindo a parceria com o Sindicato Rural e Cooperativa dos Produtores Rurais da Serra da Canastra (COOCANASTRA), que hoje é a COOPERCITRUS.


Nesse mesmo ritmo, a Cooperativa também incentivou a criação da Associação Comercial e Empresarial (ACE) e da Cooperativa Educacional de São Roque de Minas, mantenedora do Instituo Ellos de Educação, Escola que atende alunos a partir de 3 anos de idade.


Já no início do ano de 2000, o SICOOB Saromcredi começou a apoiar e incentivar a qualificação do queijo minas artesanal da serra da canastra, através de parceria com a ONG francesa Fert, promovendo viagens de intercâmbio e compras de gado para melhoria da qualidade genética do rebanho leiteiro. Como um dos frutos desse investimento, foi idealizado um projeto visando garantir a identificação geográfica do queijo, o que foi concretizado com a Certificação de Origem, concedida pelo INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), o que ajudará a proteger e valorizar ainda mais esse produto reconhecido pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).


Também neste mesmo período, a Cooperativa pleiteou o desafio de disponibilizar Internet para a comunidade local. Uma ação sem fins lucrativos, em que o principal objetivo era favorecer a inclusão digital de uma sociedade desassistida dessa tecnologia. A iniciativa resultou na criação do Provedor de Internet SRMinas.


Embalada pelo crescimento, em 6 de Novembro de 2004, a Cooperativa passou a ser Aberta ou de Livre Admissão, o que quer dizer: a partir daquela data ficou permitida a associação de pessoas física ou jurídica de natureza pública ou privada. Hoje, a Cooperativa oferece um amplo porfólio de Soluções Financeiras e atua em dez municípios de Minas Gerais: Cássia, Delfinópolis, Fortaleza de Minas, Medeiros, Passos, Poços de Caldas, Pratinha, São João Batista do Glória, São Roque de Minas e Vargem Bonita. São mais de 25 mil cooperados.


Muito se faz, mas sabe-se que ainda há muito a ser feito. Por isso, temos os valores e princípios do cooperativismo como doutrina a ser seguida, alavancando sonhos e gerando o verdadeiro desenvolvimento econômico-social de forma sustentável. Aliás, essa é a grande missão do SICOOB Saromcredi!